Portal do Governo Brasileiro
  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

Dança

Imprimir

Alunas de Licenciatura em Dança participam de evento internacional e planejam novidades para o IFG

A interação dos alunos do curso de Licenciatura em Dança do IFG com estudantes de outras instituições, outros estados e países é um caminho prazeroso e eficaz para o desenvolvimento pessoal e profissional e para o enriquecimento do próprio curso de Dança. A opinião é compartilhada pelas alunas Rejane Correntino e Bruna Caroline Gonçalves, que vão iniciar o 4º período do curso no Câmpus Aparecida de Goiânia do IFG e participaram este mês, em Brasília, do “IV Encontro Brasil Dinamarca: Criação e Estudos em Performance”. A coordenadora do curso de Licenciatura em Dança do IFG, Rousejanny Ferreira, mediou uma das mesas de debate no encontro e elogia a iniciativa das alunas participantes em querer trazer novas experiências para compartilhar com os colegas.

O “IV Encontro Brasil Dinamarca: Criação e Estudos em Performance” foi realizado de 6 a 18 de março, organizado em parceria do Instituto Federal de Brasília e o Instituto Cultural da Dinamarca, com a participação de estudantes e profissionais de dança, teatro e artes plásticas da Dinamarca, Noruega, Suécia e Brasil. Informadas sobre o evento pela Coordenação do curso de Licenciatura em Dança do IFG, as alunas Rejane Correntino e Bruna Gonçalves tiveram a oportunidade de participar, por uma semana, dos ensaios e da performance “Vestígio”, que marcou com destaque o encerramento do evento.

“Vestígio” foi uma mega-performance, com cerca de 200 dançarinos e atores participantes, cujo palco era um amplo gramado. “Foi muito interessante, numa performance com tantas pessoas, nós vivermos a importância de interagir com todos, atentos aos nossos próprios movimentos e aos movimentos das outras pessoas”, comenta Rejane Correntino. Sua colega Bruna conta que a artista dinamarquesa Lilibeth Cuenca Rasmussen, autora da coreografia e coordenadora da apresentação, explicou que a performance foi inspirada na produção da tapioca pelos indígenas e que isso mostrou aos participantes que a arte está em nosso cotidiano, desde que estejamos abertos a observar o que está à nossa volta. “Ela imaginou desenhos e pessoas em um trabalho geométrico, traçando passos, a partir dos conhecimentos e observação da produção da tapioca”, revela Bruna.

Ideias a concretizar

Além da experiência de participar da performance com estudantes e profissionais de diferentes instituições e países, as estudantes do IFG assistiram a outras apresentações e debates em palestras que abordaram a temática da dança. A professora Rousejanny Ferreira mediou a Roda de Conversa com o tema “Corpo Transversal”, que teve como debatedoras a artista plástica Cristiane Herres e a filósofa Patricia Mendonça de Rodrigues. Outro momento de debates do encontro teve o tema “Presença, Participação e Composição Urbana”, com falas conduzidas pela artista Lilibeth Cuenca e a Doutora em Artes Cênicas Bia Medeiros, com mediação da professora Larissa Ferreira, do curso de Licenciatura em Dança do IFB.

Rejane e Bruna têm agora mais certeza da importância da troca de conhecimentos e experiências para expandir os conhecimentos que adquirem na graduação em Dança. Elas querem aprender outros idiomas e ampliar a participação em eventos na área da Dança. As estudantes voltaram do Encontro Brasil Dinamarca com ideias que querem fazer acontecer no Câmpus Aparecida de Goiânia. Uma delas é a realização de pequenos e regulares encontros internos que proporcionem mais integração dos alunos da Licenciatura em Dança com os de outros cursos de nível superior e de nível médio desenvolvidos no Câmpus.

 

Imagens

Coordenação de Comunicação Social e Eventos - Câmpus Aparecida de Goiânia