Cinema e Cultura

Sex, 03/02/2017
Imprimir

IFG Lab aprova projetos no Fundo Cultural de Goiás

Alunos e professores em sessão do Cine MutambaFoi divulgada na última sexta-feira, 27 de janeiro, a lista dos projetos culturais premiados no Bloco 2 dos Editais do Fundo de Arte e Cultura de Goiás – edição 2016.  O IFG Lab – Laboratório de Projetos Culturais comemora a marca de R$ 340 mil captados em prêmios pelo IFG para a execução de projetos culturais na cidade de Goiás.

O Instituto Federal de Goiás – Campus Cidade de Goiás foi premiado em primeiro lugar na modalidade de manutenção de cineclubes do Edital de Fomento ao Audiovisual nº 8/2016. A partir dos recursos do prêmio (no valor de R$ 40 mil) o “Cine Mutamba” – cineclube de alunos e professores do curso de Cinema e Audiovisual do IFG – contará, pela primeira vez, com recursos para capacitação dos seus membros em curadoria e programação. O projeto possibilitará ainda a realização de seis ciclos temáticos programados sob a orientação de seis diferentes professores do curso (Renné França, Cris Ventura, Guile Martins, Flávio Gomes, Carlos Cipriano e Renato Naves). Segundo a professora Marcela Borela, coordenadora da proposta premiada no Fundo, serão realizadas dezoito sessões do Cine Mutamba, que voltará a ocupar a janela do Cine Teatro São Joaquim após sua reinauguração em 2017.

O IFG Campus de Goiás aprovou também outras duas propostas no Bloco 2 dos Editais do Fundo 2016, a fim de financiar a continuação das ações de extensão de cinema e educação já iniciadas em 2016 através do projeto “Inventar com a Diferença nas Escolas de Goiás”, realizado desde dezembro do ano passado em parceria com o projeto “Inventar com a Diferença: Cinema, Educação e Direitos Humanos” da UFF-RJ.

Na área de cinema e educação, o IFG foi premiado em 1º lugar na modalidade capacitação de professores do Edital de Fomento de Arte nas Escolas nº 12/2016, com o projeto “Inventar com a Diferença nas Escolas de Itaberaí”, recebendo por esse prêmio o valor de R$ 50 mil para a execução do projeto nas escolas públicas desta cidade, há 40 km da cidade de Goiás. Por sua vez, no Edital da Promoção das Demandas Culturais nº 11/2016, o IFG também ficou em 1º lugar na modalidade ações formativas com a proposta “Inventar com a Diferença nas Escolas de Aruanã”, recebendo também o valor de R$ 50 mil para realizar ações nas escolas desta cidade da microrregião do Rio Vermelho. As duas propostas, coordenadas pelo professor Carlos Cipriano, serão executadas com a participação de alunos dos cursos Técnico Integrado em Produção de Áudio e Vídeo e Bacharelado em Cinema e Audiovisual no segundo semestre de 2017, fazendo uso dos equipamentos do Núcleo de Produção Digital de Goiás (NPD Goiás), unidade do IFG – Câmpus Cidade de Goiás.

Com o projeto da “Biblioteca das Artes na Cidade de Goiás”, também premiado em 1º lugar na modalidade grande orçamento do Edital de Fomento a Museus, Arquivos e Bibliotecas (no valor de R$ 200 mil reais), o IFG Lab já contabiliza a captação de um total de R$ 340 mil em prêmios para a execução de projetos culturais no ano de 2017.

 

Projetos da comunidade

Nove das propostas premiadas no Bloco 2 dos Editais do Fundo de Arte e Cultura de Goiás foram elaboradas dentro do IFG Lab – Laboratório de Projetos Culturais, projeto de extensão conduzido pelos professores Carlos Cipriano e Marcela Borela durante o segundo semestre de 2016. Além de focar na redação de propostas do Instituto, o IFG Lab também proporcionou consultoria na elaboração e desenvolvimento de projetos culturais de alunos de Cinema e Audiovisual do IFG e da comunidade vilaboense, contribuindo para a aprovação de outras 7 propostas nesta segunda leva de editais.

“Cris das 11 as 4”, curta-metragem de Yolanda Margarida, aluna do 5o período de Cinema e Audiovisual, ficou em 1o lugar na categoria “diretor iniciante” do Edital de Fomento ao Audiovisual. No mesmo edital, a “Caravana Rosa dos Ventos”, dos alunos Matheus Leandro e Carminha Lombardi, ambos do do 3o período de Cinema e Audiovisual, venceu a linha de Circulação de Projetos Audiovisuais.

No Edital de Fomento à Juventude, dois alunos se destacaram. Victor Hugo Diniz, do 5o período de Cinema e Audiovisual, teve a maior nota com o projeto “Capacitação em Direção de arte e Maquiagem Cinematográfica na AIC-SP”. No mesmo concurso, Bianca Gonçalves, do 3o período de Cinema e Audiovisual, foi aprovada em 2o lugar com o projeto de “Formação em Assistência de Direção: estudos de câmera, cena e set”. Ambos farão capacitação em São Paulo e compartilharão os conhecimentos adquiridos com os colegas estudantes e a comunidade.

Dois projetos de Ronaldo Oliveira, produtor cultural e jongueiro da Cidade de Goiás, também foram aprovados em diferentes editais. O projeto Samba de Roda: meu corpo, minha história, minha identidade” (8) ganhou prêmio no Edital de Fomento de Arte nas Escolas e a proposta “As raízes do jongo: Formação e pesquisa do jongo nas comunidades jongueiras tradicionais” foi premiado no Edital de Demandas Culturais.

 

Coordenação do Bacharelado em Cinema e Audiovisual do IFG-câmpus Cidade de Goiás