• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

Campus Anápolis lança obras de instalação

lancamentoobrasanapolis

Em solenidade realizada na manhã de hoje, o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), Paulo César Pereira, e o prefeito de Anápolis, Antônio Gomide, inauguraram as obras de instalação do campus na cidade.

A previsão, segundo Paulo César, é de que a obra completa seja entregue ao final de 2009, quando será realizado o vestibular, para que dois mil alunos já iniciem as aulas no primeiro semestre de 2010. “Anápolis passa agora a ser um polo de educação pública”, afirma o reitor ao assinar a Ordem de Serviço para início das obras.

Os cursos ainda não foram definidos. Estão sendo feitas pesquisas a respeito da demanda local, pelo Observatório do Mundo do Trabalho e da Educação Tecnológica do Centro-Oeste. Mas Paulo César adianta que serão cerca de 10 cursos, entre técnicos e superiores, em quatro ou cinco áreas diferentes. Ele ressalta que a expectativa é de que alguns desses cursos sejam nas áreas de farmoquímica e construção civil, diante das “potencialidades da região”.

Com a transformação dos Centros Federais de Educação Tecnológica (CEFETs) em Institutos Federais, a exigência da lei é que, no mínimo, 50% das vagas sejam destinadas a educação técnica profissional de nível médio e, no mínimo, 20% para cursos de licenciatura. Há possibilidade de que sejam cinco cursos técnicos, três superiores e dois de licenciatura, nesse primeiro momento.

Essa etapa inicial prevê a construção de blocos que abrigarão auditório, biblioteca, parte administrativa, anfiteatro, núcleo pedagógico, laboratórios de ciências, informática, controle e processos industriais, além de estacionamento interno e externo e pátio coberto. Serão 2,5 mil m? de área construída. O diretor de Pesquisa e Pós-Graduação do IFG e integrante da comissão de fiscalização das obras, Paulo Francinete, ressalta que o projeto final do campus é ainda maior. “Serão 10 mil m? de área construída”.

O prefeito Antônio Gomide se colocou à disposição para agilizar o processo de construção do campus e reafirmou o apoio da Prefeitura em melhorar a qualidade do ensino técnico profissionalizante de Anápolis. “O canteiro de obras já está pronto, a limpeza da área foi feita e as máquinas estão trabalhando. Será um marco para o desenvolvimento dos profissionais da cidade e do Estado”.

A área, doada pela Prefeitura de Anápolis, em contrapartida exigida pelo governo federal, está situada na Avenida Pedro Ludovico, setor Sul Jamil Miguel, e conta com 60 mil m?. O governo federal vai investir, nessa primeira etapa, R$ 4 milhões e a previsão é de que para a estrutura completa do campus sejam necessários, ainda, cerca de R$ 2 milhões destinados às obras e aos equipamentos.

Estiveram presentes na solenidade o deputado federal, Rubens Otoni, parceiro nas negociações entre os governos federal e municipal, o vice-prefeito de Anápolis, João Gomes, representantes do poder público municipal e estadual, além da população.

IFG – O campus Anápolis faz parte do projeto de expansão da Rede Federal de Ensino Profissional e Tecnológico, assim como as unidades de Itumbiara e Uruaçu, implantadas no segundo semestre de 2008; Luziânia e Formosa, com previsão de implantação ainda esse ano. O início das obras de Formosa está marcado para amanhã. às 10 horas, haverá solenidade para assinatura da Ordem de Serviço, na área onde será construído o campus, no setor Parque Lago, bairro São Benedito.

Paulo César reconhece o empenho do governo federal em investir na educação técnica profissional do Brasil. “Em 90 anos de história foram criadas 140 escolas técnicas no país. Só em seis anos desse atual governo serão 214 unidades”, finaliza.

 

 

Coordenação de Comunicação Social