• Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página Inicial

Reitor do Instituto Federal de Goiás toma posse hoje

possepaulocesarO reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, professor Paulo César Pereira, tomou posse na manhã de hoje em solenidade presidida pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, em Brasília. Ele e mais 37 dirigentes dos demais institutos federais do país assumiram oficialmente a partir de hoje a direção político-pedagógica e estrutural das novas instituições.

Após a assinatura do Termo de Posse, Paulo César falou em nome dos 38 reitores empossados. Ele ressaltou a importância desse momento, considerado histórico, como uma transformação do ensino profissional tecnológico e público do Brasil. “A lei de criação dos institutos federais traz uma nova realidade, aponta esperança e a certeza de que agora está consolidada a existência da Rede de Educação Profissional e Tecnológica do país”.

O ministro Fernando Haddad ressaltou que é preciso integrar a educação básica, por meio do trabalho conjunto entre os institutos federais, a rede estadual de educação e os parceiros - Sesc e Senai -, afim de que se faça um planejamento estratégico e consiga dar um salto na educação profissional. “Se compreendermos a educação em uma visão global e não mais em fragmentos é possível mudar. Só assim todos poderão dar um passo a mais”.

Os institutos federais foram criados em dezembro 2008, com a publicação da lei nº 11.892. Eles foram formados a partir dos Centros Federais de Educação Tecnológica, das escolas agrotécnicas e das escolas técnicas vinculadas a universidades.

Não se trata apenas de uma mudança de nome. A criação dos institutos federais faz parte do reordenamento da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e prevê sua expansão. Até o final de 2010, serão construídas 214 escolas, além das 140 existentes. Cada estado conta com pelo menos um instituto federal e, em todos eles haverá aumento de oferta de vagas na educação profissional e tecnológica. A expectativa do MEC é de que a rede federal chegue à oferta de 500 mil vagas com a expansão. Atualmente, são ofertadas 215 mil vagas..

Em Goiás, foram criados dois institutos: o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, formado pelo CEFET Goiás; e o Instituto Federal Goiano, composto pela fusão do Cefet Rio Verde, com o Cefet Urutaí e a Escola Agrotécnica de Ceres, cujo reitor, José Donizete Borges, também tomou posse hoje.

Os reitores são os ex-diretores-gerais dos centros federais de educação tecnológica (Cefets) e das escolas agrotécnicas federais. De acordo com a lei que criou os institutos, o diretor-geral nomeado reitor ficará no cargo até o fim do mandato em curso. No prazo máximo de 180 dias, cada instituto federal deve elaborar seu estatuto e plano de desenvolvimento institucional.

 

 

Coordenação de Comunicação Social