Portal do Governo Brasileiro
  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Pesquisa investiga impacto do uso e apropriação da tecnologia pelos docentes na atividade pedagógica

Imprimir

Pesquisadores durante reunião preparatória Muito tem-se falado sobre a inserção das tecnologias de informação e de comunicação nas salas de aula. Mas qual o impacto dessas ferramentas no trabalho pedagógico? Essa é uma das indagações do projeto “O trabalho pedagógico em questão: trajetórias de usos e apropriações de tecnologias por professores da educação básica pública”, coordenado pela professora Joana Peixoto, do Departamento de Áreas Acadêmicas I do IFG – Câmpus Goiânia. A iniciativa foi contemplada pelo Edital Universal do CNPq, que oferta bolsas de iniciação científica e de apoio técnico.

A pesquisa tem como objetivo compreender o trabalho pedagógico a partir da análise da aproximação e usabilidade das ferramentas tecnológicas pelos docentes e seus desdobramentos, além de discutir e analisar os fundamentos histórico-culturais dessa apropriação tecnológica.

O trabalho, que tem previsão para conclusão em 2019, é um desdobramento de projeto anterior, intitulado “Ecos e repercussões dos processos formativos nas práticas docentes mediadas pelas tecnologias”, concluído em 2015 pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre as relações entre as Tecnologias e a Educação (KADJÓT) do IFG – Câmpus Goiânia, do qual Joana Peixoto participa.

A pesquisa

No primeiro momento, os pesquisadores selecionaram 76 docentes de 23 escolas da rede pública de educação básica para analisar a visão desses profissionais sobre o uso das tecnologias na educação. De acordo com Joana Peixoto, o objetivo, naquele momento, era identificar as percepções dos profissionais quanto ao uso das ferramentas tecnológicas no processo pedagógico e quanto às suas práticas no decorrer da trajetória acadêmica.

Dos 76 docentes, foram selecionados dois, que serão acompanhados durante seus trabalhos em sala de aula. Com esta amostra, os pesquisadores investigarão os sentidos dados pelos docentes às tecnologias, que estão relacionados ao uso dessas ferramentas dentro e fora do contexto escolar, bem como nas suas experiências envolvendo comunicação e lazer.

Ao final da pesquisa, o grupo tem a intenção de gerar dois produtos: um e-book, no qual apresentará o processo de realização da investigação, seus resultados, análises e interpretação dos dados; e um filme, com duração máxima de 20 minutos, onde estarão registradas as entrevistas dos professores acompanhados pelos pesquisadores, além de materiais de cobertura das práticas em sala de aula e cenas da vida pessoal dos docentes.

Tanto o e-book, quando o curta terão o objetivo de contribuir para as discussões sobre a apropriação das tecnologias por parte dos professores e serão realizados a partir das ideias, práticas, justificativas, questionamentos, inspirações e maneiras por meio das quais os docentes julgam apropriar-se das ferramentas tecnológicas educacionais no cotidiano, na tentativa de compreender a relação complexa que se dá entre professor e tecnologias.

 

 

Coordenação de Comunicação Social do Câmpus Goiânia.